Curso de Bronzeamento Artificial

Curso de Bronzeamento Artificial

A ação que vem dar cumprimento à atual legislação em matéria de utilização dos equipamentos de Bronzeamento Artificial – Solários. Uma formação que permitirá a todos os técnicos adquirirem os melhores conhecimentos e competências específicas no que diz respeito ao manuseamento dos aparelhos de solário bem como dos diferentes tipos de pele, fotótipos cutâneos e seus efeitos adversos, entre outras características que tornarão os atendimentos nos solários muito mais bem direcionados e personalizados.

Informações gerais do nosso curso de Bronzeamento Artificial
Consulte os objectivos e conteúdos programáticos

Nome do Curso: Bronzeamento Artificial
Local: Lisboa/Porto/Braga
Modalidade: Presencial
Certificação: No final da acção os formandos aprovados terão direito a um certificado de qualificação profissional.
Destinatários: Profissionais da área da estética e beleza e público em geral.
N.º Horas: 50h
Horário: A definir

Objectivos

  • Identificar os diferentes tipos de Radiação Ultra Violeta, efeitos benéficos e adversos e consequências no organismo;
  • Identificar os grupos de risco ou interditos bem como outras condições limitadoras da exposição à RUV;
  • Determinar o protocolo de bronzeamento mais adequado para o cliente, tendo em conta o seu fototipo de pele;
  • Reproduzir e aplicar os parâmetros dos equipamentos de acordo com as especificações técnicas e ficha ou esquema de bronzeamento do cliente, respeitando os espectros de radiação e os diferentes tipos de intensidade luminosa a aplicar segundo a legislação vigente;
  • Garantir as condições de segurança, higiene e saúde, de acordo com o protocolo pré-definido;
  • Reconhecer e aplicar os principais mecanismos de prevenção primária e secundária de forma a precaver ou actuar em situações de emergência.

Conteúdos

  • Introdução à temática do bronzeamento artificial: Contextualização. Os aspectos psico-sociológicos da exposição à RUV
    • Perspectiva histórica das tendências de bronzeamento;
    • Aspectos culturais/moda;
    • Aspectos psicológicos. Percepção de benefícios;
    • A exposição à radiação UV como comportamento aditivo;
    • Dados sobre o cancro de pele e bronzeamento artificial;
    • Aspectos económicos;
    • Tendências de mercado.
  • A Anatomia da pele e os fototipos cutâneos
    • Anatomia e fisiologia da pele;
    • Cor da pele. Fisiopatologia da melanogénese. Pigmentação melânica constitucional e facultativa
    • Limitações da classificação em fototipos;
    • Mecanismos biológicos de defesa à radiação UV. Foto protecção natural (melanina, camada córnea, pilosidade –couro cabeludo, carotenóides, sistemas de eliminação de radicais livres, mecanismos de reparação do ADN);
    • Anatomia do olho humano.
  • As radiações UV
    • Radiação electromagnética. Conceitos;
    • Caracterização da radiação ultravioleta;
    • O índice UV;
    • Dosimetria da radiação UV: limitações;
    • Factores que influenciam os níveis de RUV solar (latitude, ângulo solar, efeitos sazonais, cobertura de nuvens
    • Ozono, dispersão atmosférica, ambiente físico, altitude).
  • Os efeitos biológicos da RUV
    • Efeitos benéficos da RUV – Sensação de bem-estar; Síntese de Vitamina D3; Utilização terapêutica da radiação UV (apenas em unidades de saúde e sob supervisão médica);
    • Efeitos Adversos da RUV – Foto-envelhecimento; Fotodermatoses; Cancro de pele; Fotossensibilidade (Dermatoses fotossensíveis / fotogravadas, fotossensibilidade exógena, fotoalergia e fototoxicidade); Efeitos oculares; Efeitos sobre o sistema imunitário; Grupos de risco;.
  • O cancro de pele
    • Epidemiologia do cancro de pele;
    • Os principais tipos de cancro de pele. Clínica e prognóstico;
    • Prevenção primária. Fotoprotecção / fotoeducação;
    • Papel na prevenção secundária.
  • Os aparelhos de bronzeamento artificial: características e manipulação
    • Tipos e características dos equipamentos;
    • Número e disposição de lâmpadas;
    • Espectro de irradiação. Limitações legais;
    • Intensidade luminosa. Limitações legais;
    • Manipulação dos equipamentos de acordo com as indicações do fabricante;
    • Manutenção / substituição dos tubos UV.
  • A operação dos aparelhos de bronzeamento artificial: procedimentos de segurança
    • Identificação e análise crítica das indicações do fabricante;
    • Determinação de protocolos. Frequência e tempos de exposição;
    • Identificação de grupos interditos ou de risco;
    • Identificação de outras condições potencialmente limitadoras da exposição;
    • Equipamento de protecção;
    • Precauções especiais em caso de aparelhos self-service;
    • Procedimentos de sanitização do equipamento;
    • Procedimentos em situações de emergência.
  • Os aspetos regulamentares da prestação de serviço de bronzeamento artificial
    • A obrigação de permanência;
    • O consentimento informado: declaração de consentimento. Validade;
    • A ficha pessoal. Preenchimento e informações a prestar ao cliente. Arquivo;
    • A segurança no trabalho;
    • As proibições;
    • A limitação de publicidade;
    • O material de exposição / disponibilização para consulta: Letreiros informativos; Ficha de manutenção periódica; Rotulagem dos aparelhos / advertências; Diplomas do pessoal técnico .

A Academy Beauty School disponibiliza recursos e instalações para os formandos aplicarem técnicas, procedimentos e metodologias que combinam na perfeição, permitindo uma aprendizagem de elevada qualidade teórico-prática.